EDUCAÇÃO

Nascer com DOM e desenvolver TALENTOS


O que é nascer com dom e desenvolver talentos? Bom, para responder primeiro vamos pesquisar o “pai dos burros”, ou seja, o dicionário:

Dom:
sm (lat donu) 1 Dádiva, presente. 2 Merecimento, mérito. 3 Dote natural; talento, prenda, aptidão, faculdade, capacidade, habilidade especial para. 4 Bem que se goza, considerado como uma concessão da Providência. 5 Teol Bem espiritual proporcionado por Deus; graça, mercê: A fé é um dom de Deus. Dom das línguas: capacidade para falar muitas línguas; poliglotismo. Dons de Baco: as uvas, o vinho. Dons de Ceres: as messes. Dons de Flora: as flores.


Talento:

Parábola dos Talentos.
Gravura por Jan Luyken na Bíblia de Bowyer.
Segundo fontes documentais, talento é uma palavra de origem latina, sendo a aptidão natural de uma pessoa a realizar determinada atividade. O talento facilita o sucesso neste trabalho.

A palavra remonta o Cristianismo, e é uma referência à Parábola dos Talentos. 

Nesta parábola, um homem entrega a três servos, respectivamente, cinco talentos, dois talentos e um talento; os dois primeiros investiram o dinheiro e dobraram o capital, porém o terceiro enterrou o talento e o devolveu ao seu senhor. Os dois primeiros recebem elogios, mas o terceiro é castigado.

Bom, meus amigos, com a explicação acima podemos deduzir o seguinte:

Dom é um presente, uma dádiva, aptidão, faculdade, capacidade, um dote natural, que, portanto, “nato”, ou seja, então, já nascemos com uma habilidade para exercer determinada atividade.

Todos, meus amigos, todos nós, indivíduos, nascemos com um dom ou mais de um dom. A questão é: Se ao decorrer de nossas vidas, nós, seres humanos, conseguiremos descobrir quais são os nossos dons, ou seja, quais são as nossas aptidões especiais. Esta é uma questão, a outra questão é sobre o talento.

Oras, nascemos com um ou mais dons, mas como na Parábola dos Talentos, sabemos multiplicar estas “moedas”? Sim ou não?

E o que é multiplicar moedas? Ora, meus amigos, multiplicar moedas nada mais é do que: Estudar, trabalhar honestamente, reciclar o aprendizado, adquirir conhecimento empírico, sofrer e a aí sim fazer por merecer... Então, a verdade é que a gente nasce com um dom e depois de muito estudo, trabalho e sofrimento se desenvolve o talento, ou seja, sem dom não há talento!


Parábola dos Talentos.
Xilogravura do livro Historiae celebriores
Veteris Testamenti Iconibus representatae
.
Por que sofrer, gente??? Para se tornar humilde. Por que, gente? Porque a maior lição que se deve aprender é que “Só sei que nada sei” (Sócrates). 

Sem humildade a pessoa se torna arrogante e se entope de preconceitos de todo o tipo. E aí meus amigos, para este, cabe punição, porque a falta de humildade é igual a terceira pessoa da parábola, que adquiriu uma moeda e a enterrou. Ele a enterrou e depois teve que a devolver, sendo assim, qual foi sua punição?

Ficou raso, ou seja, sem talento, ou seja, sem conhecimento!

Por isso, meus amigos, não enterrem seus talentos: Trabalhem pesado, estudem muito e não tenham medo de sofrer, no mais, sejam honestos.


Até a próxima!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CIÊNCIA - ONDAS ELETROMAGNÉTICAS CEREBRAIS:

O mercado de trabalho não existe sem elas:

DARTH VADER: O VILÃO QUE JÁ FOI HERÓI